quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

[Resenha] A Saga do Tigre #1: A Maldição do Tigre

Título: A maldição do tigre

Título original: Tiger’s curse

Autor: Colleen Houck

Editora: Arqueiro

ISBN: 9788580410266

Número de páginas: 344


Sinopse: Kelsey Hayes perdeu os pais recentemente e precisa arranjar um emprego para custear a faculdade. Contratada por um circo, ela é arrebatada pela principal atração: um lindo tigre branco. Kelsey sente uma forte conexão com o misterioso animal de olhos azuis e, tocada por sua solidão, passa a maior parte do seu tempo livre ao lado dele. O que a jovem órfã ainda não sabe é que seu tigre Ren é na verdade Alagan Dhiren Rajaram, um príncipe indiano que foi amaldiçoado por um mago há mais de 300 anos, e que ela pode ser a única pessoa capaz de ajudá-lo a quebrar esse feitiço. Determinada a devolver a Ren sua humanidade, Kelsey embarca em uma perigosa jornada pela Índia, onde enfrenta forças sombrias, criaturas imortais e mundos místicos, tentando decifrar uma antiga profecia. Ao mesmo tempo, se apaixona perdidamente tanto pelo tigre quanto pelo homem.

Defina o livro com uma frase: “Não é sinal de fraqueza precisar de ajuda ás vezes.” (Página 198)


Depois de todos os comentários indicando esse livro eu acabei não resistindo e tive que ler, em ebook mesmo pois ainda não havia comprado uma versão física. 

Primeiramente é impossível não se apaixonar pela capa (aliás, as capas de toda a coleção), que apresenta um efeito metálico e uma linda ilustração de um tigre branco.

Acabei lendo esse livro em um pouco menos de dois dias pois a leitura, apesar de ser meio lenta em algumas partes, flui com facilidade, te deixa querendo saber o quê irá acontecer a seguir. 

A narrativa é feita em primeira pessoa, pela protagonista, Kelsey Hayes. Uma adolescente de 17 anos que perdeu os pais a pouco tempo. Ela vive com os tios e os primos em uma casa em Oregon. Por não ter dinheiro suficiente para pagar uma faculade, ela vai procurar um emprego de verão em uma agência e acaba sendo contratada para trabalhar em um circo, dentre outras coisas, ajudando a cuidar de um tigre branco chamado Dhiren.

“Há muito tempo havia na Índia um poderoso rei que tinha dois filhos, um dos quais se chamava Dhiren [...] Dhiren cresceu e se tornou um bravo e destemido líder militar, assim como um administrador sensato.” (Página 45)

Inicialmente Kelsey fica apavorada, porém ela se vê cada vez mais fascinada pelo tigre, apelidado por ela de Ren. Ela passa todo seu tempo livre lendo histórias de Shakespeare para ele e até mesmo fazendo carinho pela grade. Ela se sente misteriosamente atraída por Ren, que se mostra cada vez mais receptivo, e ambos formam um forte laço.

“Aqueles olhos eram hipnóticos. Eles se fixaram em mim, quase como se o tigre estivesse examinando a minha alma.” (Página 34)

Um pouco antes das suas duas semanas de trabalho acabarem, um homem aparece no circo querendo comprar Ren, com o intuito de o levar até uma reserva natural na Índia. O dono do circo concorda com a proposta, até mesmo por achar que o aquele não seja o lugar certo para um tigre tão magestoso, que passou sabe lá quanto tempo dentro de uma jaula. 

O homem, Sr. Kadam, propõe que o treinador do circo acompanhe-os até a Índia, porém ele recusa e acaba sugerindo que Kelsey vá, já que ela sabe cuidar de Ren e ele aparenta gostar dela. 

Após negociar com seus pais adotivos (nem sei se negociar seria a palavra certa, pois eles a deixaram ir com um estranho para outro país muito facilmente) ela acaba indo até a Índia com Sr. Kadam e Ren. A partir da sua chegada na Índia uma série de eventos se desenrola e ela acaba descobrindo que o tigre Ren na verdade é um príncipe indiano chamado Alagan Dhiren Rajaram que foi amaldiçoado há mais de 300 anos a permanecer na forma de tigre, só tomando a forma humana por apenas 24 minutos a cada 24 horas. 

“Perfeito! Agora estamos sendo perseguidos por hordas de macacos! Talvez você queira nomear as espécies enquanto eles nos atacam, só para eu poder apreciar as características especiais de cada macaco enquanto eles me matam!” (Página 279)

Kelsey ainda descobre que ela talvez seja a única pessoa capaz de quebrar a maldição e libertar Ren. Decidida a ajudar todos os envolvidos pela maldição, ela parte em uma jornada pela Índia em busca de misteriosos objetos, enfrentando criaturas místicas, enígmas e armadilhas mortais para decifrar uma profecia antiga, ao mesmo tempo que luta contra seu coração.

“O problema era que quanto mais tempo eu passava com ele, mais eu queria ficar com ele. E eu era realista. Meus breves momentos com ele agora, embora emocionantes, não me garantiriam um final feliz. Eu sabia, por dolorosa experiência própria, que finais felizes não existem.” (Página 266)

A narrativa do livro é envolvente, apesar de ter um desenvolvimento meio lento as vezes. Kelsey é uma personagem corajosa, com um bom coração, porém mais para o final do livro ela se torna uma pessoa insuportavelmente insegura.

Confesso que fiquei um pouco com o pé atrás em continuar lendo os próximos volumes da série, uma vez que já não sou muito fã de romances e neste livro ele não é muito bem desenvolvido. Faltou uma melhor desenvoltura dos personagens, uma vez que o próprio Ren não me cativou muito, talvez por ser muito “bom moço”, não sei. Como já disse, Kelsey acaba sendo irritante e eu confesso que acabei lendo mais rápido o final, já que não via a hora de acabar logo. 

“Pelo menos vou ter algo de bom para recordar em minha vida de solteirona rodeada de gatos. Ou de cães. Acho que já atingi minha cota de gatos.” (Pagina 292)

A maldição do tigre é um livro com um enredo muito bom, porém os capítulos finais acabam estragando um pouco a experiência do livro. Espero que nos próximos volumes da série a autora tenha desenvolvido melhor os personagens e o romance, pois este é um livro que tem tudo para dar certo.

12 comentários:






  1. Oi Isa, tudo bom?
    Eu tenho esse livro desde o lançamento, acho a capa linda, mas nunca tive vontade de ler. As pessoas falam tanto dele, mas não sei... Sou apaixonado por romances, embora leia outras coisas além deles essa série não me convida em nada.

    Estou te seguindo.
    Bjão!

    Diego, Blog Vida & Letras
    www.blogvidaeletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Diego, tudo e com você?
      Você deveria dar uma chance! A parte cultural desse livro é maravilhosa! Fora que a escrita torna a leitura muito fluida!
      Obrigada :)
      Beijos!

      Excluir
  2. Pessoal fala muito desse livro,mas eu sempre fico meio atrás. Falam do romance,que isso ou aquilo,mas ainda não tinham tocado nesse ponto de personagem regredir em questão de personalidade. Eu odeio quando o autor faz isso,principalmente quando a personagem é mulher,dá um ódio. Gostei muito da resenha,achei vem verdadeira e sincera. Talvez eu dê uma chance,um dia...ahahahah..bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa nem me fale, eu já não sou muito fã de romance e ainda com personagens femininas que não fazem nada e esperam ser resgatas não dá! Hahahaha Se você conseguir deixar de lado os momentos em que a protagonista é um pé, o livro vale a pena, ainda mais com toda a parte cultural da Índia, claro que não é nenhum Golem e o Gênio nessa questão mas a leitura é bem fluída :)
      Hahahah obrigada *-*
      Beijos!

      Excluir
  3. Oi Isa!
    A capa desse livro é maravilhosa! Eu ainda não li, mas li O Despertar do Príncipe da mesma autora, e não gostei da protagonista. Já me falaram que a protagonista desse livro é parecida, por isso perdi um pouco a vontade de ler.

    Obs: Tem sorteio novo no blog :)
    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Sora, tudo bem?
      Eu comecei a ler "O Despertar do Príncipe" mas achei a história muito parecida com a "Maldição do Tigre" por isso acabei desistindo :/
      A protagonista desse livro só começa a ficar chatinha mais para o final, acaba valendo a pena ler por causa da parte cultural, você deveria dar uma chance! Hahahah
      Beijos!

      Excluir
  4. Olá!
    Gostei bastante da resenha, mas tentei ler esse livro e não consegui. Não curti a protagonista. mas estou curiosa para o filme!
    Bjs

    EntreLinhas Fantásticas - SORTEIOS NO BLOG! PARTICIPE :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Thalita, tudo bem?
      Realmente a Kelsey é bem irritante em algumas partes do livro, mas vale a pena ler por toda a parte cultural. Nem sabia que ia ter um filme *-*
      Beijos!

      Excluir
  5. Quero muito ler esse livro. Suas fotos estão lindas.

    Beijos.
    Blog Não Vivo Sem Livros

    ResponderExcluir
  6. Admito que esse livro nunca realmente me chamou atenção, mas acho a capa dele linda demais! hahah

    Mago e Vidro

    ResponderExcluir
  7. Olá, confesso que não pretendo começar uma nova série, mas quero muito conhecer a autora! Por este motivo, quero ler o novo livro dela, o despertar do príncipe! Espero curtir ^^

    Beijos,
    Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir